Restos intrigantes da era romana são encontrados na Suíça

Uma equipe de arqueólogos descobriu um peculiar pote de barro da era romana com 22 lamparinas a óleo, cada uma contendo uma moeda de bronze, em Windisch, município do distrito de Brugg, no cantão de Aargau, na Suíça. De acordo com o departamento de arqueologia do cantão de Aargau, o pote foi descoberto sob uma rua na área como parte de uma investigação arqueológica para que as autoridades locais prossigam com a construção de um ambicioso projeto arquitetônico composto por blocos de apartamentos e propriedades comerciais.

Os romanos chegaram à Suíça há quase 2.000 anos

Os especialistas acreditam que o pote provavelmente está enterrado lá há quase 2.000 anos, datando da época do acampamento da legião romana Vindonissa, localizado perto de onde Windisch está agora. De acordo com a maioria dos historiadores contemporâneos, Vindonissa provavelmente foi fundada em 15 DC. A Legio XIII Gemina, também conhecida como Legio tertia decima Gemina, esteve estacionada em Vindonissa até 44 ou 45 DC. Era uma legião do exército imperial romano e, de acordo com a maioria dos relatos históricos, foi uma das unidades mais poderosas e importantes de Júlio César na Gália e na guerra civil. Foi também a legião com a qual Júlio César cruzou o Rubicão em 10 de janeiro de 49 aC e o que é ainda mais impressionante é que a legião parece ainda existir no século 5 dC. Com a chegada da 21ª legião (XXI Rapax), o acampamento foi reconstruído com fortificações de pedra. Depois que a 21ª legião saqueou o campo em 69 DC, ela foi substituída pela 11ª legião (XI Claudia), que permaneceu estacionada até 101 DC. Após esta data, Vindonissa foi um assentamento civil, com um castelo construído no século IV.

O anfiteatro romano de Vindonissa, agora Windisch, Suíça ( domínio público )

Uma Descoberta Muito Emocionante, Mas Também Misteriosa

Escavações arqueológicas anteriores na área exumaram uma confirmação clara de habitação e civilização organizadas que datam da era romana, incluindo as fundações de estruturas relativamente grandes. Esta descoberta, no entanto, é considerada pela maioria dos arqueólogos e especialistas como muito especial e intrigante. Apesar da panela ser bastante comum e representativa das panelas usadas pelos soldados estacionados em Vindonissa, a finalidade do seu conteúdo – 22 lamparinas a óleo, cada uma contendo uma moeda cuidadosamente situada – é cercada de mistério. O arqueólogo cantonal de Aargau, Georg Matter, descreve da melhor maneira possível os sentimentos contraditórios de sua equipe após a descoberta fascinante: “O que nos surpreendeu foi a quantidade e a combinação de moedas e lâmpadas” [via The Local.ch ]. Cada lâmpada é decorada com uma imagem, incluindo a deusa da lua Luna, um gladiador, um leão, um pavão e uma cena erótica. As moedas de bronze não têm valor, mas demonstram um gesto simbólico e datam de 66-67 DC.

Um achado extraordinário: uma panela romana cheia de lâmpadas e moedas. Crédito: Departamento de arqueologia do cantão de Aargau

Descobertas futuras podem revelar mais sobre o conteúdo do pote

The pot also contained charred fragments of animal bones, ruling it out as an urn for human remains. Despite Matter not being sure about the nature of the pot and its content, he speculates that it could be a ritual burial. However, the fact that there have never been any other comparable or similar discoveries, makes things for Matter and his team even harder. “The intentions behind this burial are puzzling at the moment,” adds Matter, who hopes that additional discoveries will help him understand the use of the pot and its content a little better. From a historical point of view, it’s interesting to notice that the Romans made it right over the Swiss Alps with no modern conveniences, a fact that clearly shows that nothing was poised to stop the ferocious Roman Legions back then.

Um pesquisador documenta a descoberta romana. Crédito: Departamento de arqueologia do cantão de Aargau

Um pesquisador documenta a descoberta romana. Crédito: Departamento de arqueologia do cantão de Aargau

 

Related Posts

Twenty “Giant” Skeletons Have Been Discovered, And Researchers Fear That The Giants May Be Making A Comeback

Αrchaeologists have υпcovered 20 Stoпe-Αge skeletoпs iп aпd aroυпd a rock shelter iп Libya’s Sahara desert, accordiпg to a пew stυdy. The skeletoпs date betweeп 8,000 aпd…

Scientists Spot a Solar System With 3 Super-Earths in a Rare Find

Three Super-Earths and two Super-Mercuries, a type of planet that is extraordinarily rare and distinct, have been found in a star system by astronomers. Super-Mercuries are so…

Mystery Ancient Handprint Discovered in Jerusalem, the City of God

A mysterious carved handprint has been discovered in Jerusalem. But, was it created by a defending Muslim, a terrified Jew, an attacking European knight, or is it…

Universidad de EEUU devuelve a Bolivia momia de niña inca de 500 años

Una momia de una niña inca de 500 años de antigüedad fue devuelta a Bolivia unos 129 años después de que fuera donada al Museo de la…

Excavación descubre tumba única de comandante egipcio del siglo VI a.C.

Mientras realizaba excavaciones cerca de la meseta de Giza, un equipo de arqueólogos checos de la Universidad Carlos de Praga desenterró una tumba que pertenecía a un…

Dos partes de la misma enorme espada vikinga separadas hace 1200 años se reencuentran

Dos pequeños trozos de metal, enterrados por separado pero cerca uno del otro, resultaron ser partes de la misma espada vikinga ornamentada. Separada hace 1.200 años, la…